sábado, 27 de junho de 2015

[RESENHA] Lugares Escuros



Título Original: Dark Places 

Autora: Gillian Flynn 

Editora: Intrínseca 

Páginas: 352 

Gênero: Suspense 

ISBN: 9788580575910




Informações: Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua.
Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?
Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.

Libby é uma mulher que tem um passado trágico e perturbador. Aos 7 anos de idade ouviu sua mãe e as duas irmãs serem brutalmente assassinadas em sua casa e conseguiu fugir para depois testemunhar que o assassino da sua família era seu irmão Ben, de 15 anos.
Muitos anos se passaram e Libby nunca conseguiu viver de fato depois de toda a tragédia. Se sustentou graças a doações que obteve ao longo dos anos, de pessoas que se solidarizaram com sua situação, mas agora já uma mulher, as doações acabaram e seu saldo no banco está praticamente zerado.

Libby se considera uma mulher assombrada e duvida o tempo todo de seu caráter, por isso mal consegue levantar da cama e vive evitando lembrar do passado.  Já Ben continua preso todos esses anos.  
Praticamente sem dinheiro, Libby recebe uma proposta de um homem que participa de um clube que tem como objetivo desvendar assassinatos e que por sinal duvida que Ben seja culpado. Mesmo com diversos fantasmas do passado Libby aceita conhecer o clube em troca de dinheiro e lá, mesmo relutante ouve diversos questionamentos que uma criança jamais poderia pensar e acaba aos poucos se questionando também, imaginando o quanto daquela noite foi persuasão, o quanto ela simplesmente ocultou de si mesma e o quanto foi verdade. 
"Eu não era uma criança adorável e me tornei uma adulta extremamente detestável."

Com tantos questionamentos decide visitar o irmão na cadeia, um irmão que nunca se declarou culpado mas que nunca questionou nada e aceitou as acusações e que ainda tem esse comportamento. Intrigada com tudo, ela passa a investigar mais a fundo, procurando pelo pai problemático e por pessoas do passado de Ben que ela nem sabia que existiam, descobrindo acusações que Ben sofreu no passado, o envolvimento dele com amizades problemáticas e um relacionamento amoroso muito estranho. Mas mesmo com tudo isso ela passa a duvidar cada vez mais da culpa do irmão. 
O livro é narrado pelo ponto de vista de Libby nos dias atuais e pelo ponto de vista de sua mãe Patty e seu irmão Ben no dia em que ocorreram os assassinatos. Pela narrativa de mãe e irmão,  podemos conhecer um pouco a personalidade de Patty que era uma mãe fraca e cheia de arrependimentos e a de Ben que era um adolescente revoltado, inconformado com a criação que tinha e com as poucas oportunidades que recebia.
Este é o terceiro livro que li da Gillian Flyn e confesso que foi bem difícil de ler. Não me entendam mal, o livro é muito bom, o desfecho é incrível, o suspense te envolve o tempo inteiro, mas a leitura é bem perturbadora, pelo menos pra mim foi e eu ficava tão impressionada com tudo que o livro não me saía da cabeça por horas, acho que o classifico como um livro bem forte e às vezes assustador. 
Os personagens todos têm alguns segredos, além de um lado obscuro que vai se revelando enquanto o suspense continua acontecendo e mesmo sendo um livro forte, valeu a pena ler porque o desenrolar de tudo é bem intenso.
Eu ainda não tive a oportunidade de ver o filme baseado no livro que estreou esse mês, mas se for como o livro com certeza é imperdível.

E este livro merece:

Beijos e até a próxima!
Pri
 

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Eu também gostei muito, Karoll. Queria saber fazer!

      Excluir
  2. Gente, eu fico chocado com as resenhas que esse pessoal faz. Eu não seu fazer resenhas de filme. Seria massa um post sobre resenhas, sobre como fazer... Acho o máximo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Oi Pri.

    Ainda não tive a oportunidade de ler o livro e nem ver o filme, mas está na minha lista de desejados e quero vê se leio o livro antes do filme, principalmente agora que li sua resenha. Fiquei bem curiosa.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu amei a resenha,li ele e senti a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  5. Eu amei a resenha,li ele e senti a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  6. Fiquei muito interessada no livro depois de ler sua resenha.

    ResponderExcluir